fbpx

Corrida em família


0
187 shares

Quem corre sabe que esse esporte une atletas movidos pela mesma paixão. Quando a paixão vem de família, aí a experiência é ainda mais especial!

É o caso da família do Frank Magalhães. Pai, mãe e filhos estão literalmente na corrida. Tudo começou em 2013, quando alguns problemas de saúde motivaram o Frank a voltar a praticar exercícios. Ele praticava atividades até 2006, mas acabou parando e se tornando sedentário. Sete anos depois vieram  problemas como enxaqueca, dores na coluna e a insônia, além do estresse e do excesso de peso.

Foi então que o Frank resolveu correr e, junto, fazer uma pequena reeducação alimentas, excluindo de seu cardápio os doces e o refrigerante. O resultado veio rápido: em dois meses ele passou dos 93kg para 73kg!

Os benefícios acabaram contagiando toda a família! A esposa Fernanda, que nunca havia se dado bem com a balança, resolveu aderir ao esporte depois de ver de perto as mudanças no marido. Ela também sentiu os benefícios do esporte: eliminou 15kg de forma saudável em apenas 3 meses.

Paixão de pais para filhos

Com os pais corredores, logo apareceu o interesso dos filhos pela corrida. Vendo os pais correr, Clara, 13 anos, e Felipe, 10 anos, tomaram gosto e começaram a pedir para participar das provas. “Eles chegaram a fazer algumas provas de 5 e 10 km e hoje participam com a gente dos treinos também”, conta Frank.

IMG_0507

De acordo com ele, o esporte propicia momentos prazeirosos e felizes com a família, além de constituir hábitos saudáveis pra toda a vida. “Os filhos são o reflexo do que somos. Os nossos valores são os valores deles. Portanto, nosso exemplo é fundamental pra formação da personalidade e dos valores morais deles” afirma o pai.

Para Fernanda, a corrida em família é mais um incentivo na prática do esporte. “As crianças passam a fazer parte da nossa rotina de treinos e muitas vezes eles nos incentivam nos fazendo companhia” conta.

Os benefícios também vieram para os meninos. Clara melhorou a performance em suas danças – ela faz flamenco e jazz, e Felipe também melhorou na escolinha de futebol e judô.

Com 40 anos, Frank, que é professor de Estatística e Finanças, se prepara para dois desafios: revezamento de quatro corredores para 100 milhas e o Xterra em Tiradentes de 50 km. Ele destaca a importância do apoio e da participação familiar. “É condição necessária que a família compartilhe e ajude incondicionalmente de várias formas. Aceitar as ausências por estar treinando ou descansando dos treinos intermináveis. Ajudar na alimentação no dia a dia. Ajudar psicologicamente, pois por muitos momentos a vontade de desistir é enorme” conta ele.  Foi com esse apoio que ele completou a Comrades de 89km.

Foi também com o apoio e a companhia da família que Fernanda completou os 25km em São Paulo, na 20a edição da Maratona de SP.  Agora ela se prepara para Volta da Pampulha. Clara e Felipe também pretendem continuar na corrida porque gostam do esporte e também de acompanhar os pais. Clara quer fazer a volta na Pampulha com a mãe e Felipe espera, com a corrida, manter o peso e ficar bem condicionado para o futebol, além de manter sua categoria no judô.


X