fbpx

Você é sua melhor companhia ou seu pior adversário?


0
321 shares

A corrida tem ganhado espaço no dia a dia de muitas pessoas. Algumas estão começando agora, outras já são amantes dessa prática há anos. Alguns corredores preferem correr acompanhados, outros preferem sozinhos. Escolhem seus lugares preferidos: parques, lagoas, estradas, esteira, etc. O importante é correr!

Quem optou por correr sozinho, está mesmo sozinho?

Todo esporte tem competição, na corrida não seria diferente. Aquele que ultrapassar a linha de chegada primeiro, ganha! Mas quando o corredor corre sozinho ele tem outra companhia e ao mesmo tempo, pode ter outro adversário: ele mesmo!

É dada a largada e a ansiedade a todo vapor. Após aproximadamente 15 minutos aquela sensação maravilhosa da serotonina sendo liberada e a certeza de que terminará a prova sem nenhum problema. Ao longo do caminho as pernas começam a pesar mais, a respiração não é a mesma do começo do percurso.

Fisicamente, você sabe que está bem e que tem condições de completar a prova sem nenhuma lesão. Mas então sua cabeça trava uma competição consigo mesmo. Cada metro, cada km e várias dúvidas. “será que vou conseguir terminar essa prova?” ou “será que vou completar em quanto tempo?”.

A pressão imposta pelo próprio corredor, o compromisso consigo mesmo, um objetivo internalizado está ali o tempo todo, em cada passo somado ao cansaço do corpo. Parar ou continuar? Aumentar o passo ou diminuir? O exemplo acima pode acontecer com todos os tipos de corredores: corredores de final de semana, corredores de todo dia, corredores amadores e profissionais.

http---prod.static9.net.au-_-media-Network-Images-Running-bad-on-knees-160414

O diálogo interno, mesmo com o som mais alto no fone de ouvido, é o que faz a diferença para a conclusão de uma prova, para melhorar seu pace ou bater um recorde pessoal. O pensamento positivo de “eu consigo”, o equilíbrio emocional diante das adversidades da corrida (sol, chuva, vento, elevações e declives ao longo do percurso) e o bem estar consigo mesmo são peças chaves para todo corredor. Ao contrário do pensamento sabotador de “eu não sou capaz”, que limita e incapacita.

Então, você é sua melhor companhia ou seu pior adversário?


Dhauana Lacerda

Psicóloga, apaixonada por corrida, especialmente na Lagoa da Pampulha. Realiza atendimentos clínicos para aprendizado de novos hábitos, transtornos alimentares e obesidade.
X